Cenário nas Escolas Municipais de Poço das Antas é Positivo!

escola A Educação de Poço das Antas está caminhando e construindo caminhos, pois o momento é único e exige compreensão e união de todos os envolvidos. Assim, com o fechamento das escolas e as aulas não-presenciais, os profissionais da Educação buscam desenvolver metodologias novas, com uso de tecnologias digitais e também se aprofundar nas que já existem.

 A Secretaria tem estado atenta as orientações legais e trabalhado muito para se adaptar à nova realidade. Reuniões virtuais, videoconferências e lives tem orientado o município, contudo as dúvidas, insegurança e angústia permanecem em todo cenário. Mas, frisamos que o melhor tem sido feito por todos, dentro do possível e dentro do que a lei permite.

AGRADECIMENTO

 “Nossos(as) professores(as) e atendentes da Educação Infantil têm sido grandes heróis por diversos fatores, estão trabalhando com horário diluído nas outras horas do dia, ou seja, não há mais distinção do profissional das necessidades pessoais, pois estão à disposição dos alunos quase que em tempo integral.

 A falta de laços afetivos com os alunos faz muita falta aos profissionais, assim como para as crianças, o contato, os abraços e o acompanhamento mais próximo que é o combustível diário a todos, que infelizmente hoje ainda não é possível.

Sabemos os professores e atendentes não têm toda a prática e formação em gravar suas aulas (com seus materiais e dentro de suas casas), que essa nova forma de lecionar tem gerado uma insegurança, pois além se ser atrativo e lúdico, o material precisa atingir todos, trazer conhecimento, preservar vínculos e atingir os objetivos do Documento Orientador do Território Municipal.

 Continuamos pedindo a colaboração de toda a equipe (professores(as), gestoras, atendentes, coordenadoras pedagógicas e demais funcionários (as), para assim mantermos nossos alunos ativos e famílias acompanhando o desenvolvimento de seus filhos.

 Estendemos um agradecimento muito especial também às famílias que têm se envolvido e se preocupado em realizar e retornar as atividades de seus filhos. Neste momento isto é muito importante.

 Por fim, agradecemos muito como Secretaria, porque o objetivo além de construir conhecimentos e preservar vínculos, é amenizar os efeitos deste período difícil que estamos vivendo”. (Secretária de Educação Ivanise Flach e Coordenadora Joice Tiggemann).


ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL LEO PEDRO SCHNEIDER

 Neste momento em que toda a sociedade precisa se reinventar em função de uma pandemia, a situação nas escolas não é diferente. Todo a comunidade escolar, (pais, professores, alunos, equipe diretiva e funcionários) precisa buscar estratégias para encontrar um modo mais simples, eficaz e menos impactante para que os alunos não sejam tão prejudicados. “Pois se é difícil para nós adultos, nos readaptar a essas mudanças, imaginemos os sentimentos destas crianças que do dia para a noite foram tiradas da sua rotina escolar, onde muitas ficavam o dia inteiro, e agora sem o convívio com os professores e colegas...”, ressalta a coordenadora pedagógica Magda Fagundes. 

 Com isso, a equipe diretiva da EMEF Leo Pedro Schneider procura desenvolver algumas atividades com o corpo docente, discente e demais funcionários. Para os alunos, os professores buscam enviar aulas que sejam práticas e dinâmicas. Muitos recursos tecnológicos foram introduzidos nas aulas para que isso aconteça, alguns que já eram usados nas aulas presenciais, mas que agora são ferramentas essenciais para a mensagem chegar até os alunos: vídeos, músicas, vídeo chamadas, live, feira de ciências online, entre outros. Já com os professores estão sendo desenvolvidos, via Secretaria da Educação, Círculos da Paz Virtualmente, com a professora Susiane Drehmer em que a equipe está trabalhando as Habilidades e Competências sócio emocionais, indispensáveis para uma vida equilibrada e saudável, tanto na vida pessoal como na esfera profissional. As reuniões pedagógicas também acontecem virtualmente pelo Zoom e pelo Hangouts. A Psicóloga Karen Kowalski, irá abordar os aspectos psicológicos frente a pandemia com os professores e funcionários. 

 Dentre as atividades desenvolvidas pelos meios virtuais, podemos citar: Noite do Pijama - realizada pela professora Rosieli Andréia Fritzen; lives destinadas aos pais, com profissionais da própria escola, professora Daniela Eidelwein - Especial de Jogos na Quarentena - e com a professora Lisiane Aparecida Duarte – Família e Escola em tempos de pandemia (que encontram-se no Blog da Escola – Escola Leo Pedro). No dia 19 de junho, sexta-feira, às 20h, também está programada uma Live especial para os alunos, Cantando e Brincando em Casa com os profissionais Jorge e Diéssica. Será pelo canal do YouTube Escola Leo Pedro Schneider! Além destas há muitas outras atividades pensadas pelos professores para levar o conhecimento aos alunos de forma dinâmica. 

DEPOIMENTO DOS PROFESSORES DA EMEF LEO PEDRO SOBRE AS AULAS REMOTAS

 Estou conseguindo me organizar com as aulas remotas diante dos acontecimentos que estão acontecendo e baseado nas datas comemorativas do ano de 2020. As aulas e os conteúdos estão sendo super breves e de fácil acesso aos educandos e família. Estou observando um grande envolvimento das famílias, onde alguns retornam com fotos das atividades propostas e outros não dão retorno. Mas em meio a esta situação, eu como professor quero parabenizar as famílias pelo empenho em desenvolver as tarefas solicitadas de todos os professores da Escola Léo Pedro. Parabéns equipe escolar e famílias!

Professor Afonso Weimann


  As aulas remotas tiveram boa receptividade nas famílias. O retorno está acontecendo semanalmente, com baixo índice de não retorno. As dificuldades encontradas pelas crianças estão sendo facilmente resolvidas com os pais e professora através do WhatsApp. Estou satisfeita com o envio dos conteúdos, os quais contemplo a BNCC, procuro ser sucinta e objetiva nas explicações. Claro que sinto falta da rotina, do andamento das aulas e da sequência das mesmas, dos materiais de apoio concreto os quais o ambiente escolar oferece, mas, tudo serve de aprendizado e de oportunidade de permitir se reinventar.

Professora Denise de Fátima Barbosa


 Para mim foi um imenso desafio. Fui obrigada a me reinventar e adaptar à nova situação. Acredito que para os alunos e família também é assim; no começo era algo novo, tudo novidade, agora as atividades estão retornando com atraso, sendo necessário ligar para os pais várias vezes pois sabemos que durante o dia a maioria não está disponível sendo necessário agendar para a noite ou fim de semana. Percebo que os alunos estão meio enjoados de copiar do celular, pois isso também não é tarefa fácil. Acredito que os dois lados estão aprendendo juntos. Mas as aulas remotas não é o mesmo que presencial.

Professora Tânia Terezinha Flach


 Inicialmente observei que havia dificuldade em retornar as atividades por parte dos alunos, então optei em planejar de forma que as atividades, retornassem no momento em que as aulas presencias fossem retomadas. Venho conversando com algumas famílias que compreendem esses alunos e vejo que as atividades vêm sendo muito bem recebidas e realizadas, sendo de grande valia para continuar o vínculo dos alunos com a escola.

Turno Integral – Alunos do 1º ano – Prof. Vânia


 Acredito que todos os professores estão fazendo o melhor possível para que suas aulas consigam abranger todos os alunos. Sempre pensando no aluno e na sua família, bem como no meio em que está inserido. A Secretaria da Educação implantou plantões na escola, com professores presentes para solucionar qualquer dúvida e entregar as atividades remotas para aqueles com acesso limitado, assim como disponibilizar um motorista para levar o conteúdo para quem não possui acesso à internet e não consegue passar na escola. 

 Ligações são feitas, vídeos explicando o conteúdo são enviados, atividades de execução fácil e possível de fazer em casa, são medidas tomadas pelo grupo para que todos alunos possam continuar seu processo de aprendizagem. O retorno das atividades por parte das famílias poderia ser maior. Algumas são engajadas e enviam a cada semana, outras não. Mas, sempre com pensamento otimista, penso que grande parte dos alunos está fazendo as atividades domiciliares.

Professora Gabriela Kunzler Schneider


 Como docente do 1°ano, tenho contato direto com os pais das crianças, que recebem as aulas e informações pelo WhatsApp. Semanalmente, a maioria está enviando fotos, vídeos das atividades. Dúvidas, sempre contatam com a professora. Também propicio vídeo chamadas semanalmente, onde resgato alguma atividade realizada afim de observações quanto à aprendizagem, acompanhamento das crianças. A maioria das famílias participa também. Os casos específicos de não retorno, estão sendo acompanhados pela coordenação e direção da escola.

Professora Lisiane Aparecida Duarte.


 Acredito que as aulas de educação física sejam complicadas de serem realizadas a distância, sem material disponível, sem estrutura. Estou recebendo pouco retorno dos alunos.

Matheus L. Flach


 Como docente 40h, estou pelo turno da manhã auxiliando no envio de atividades complementares na turma do 2°ano. O retorno das famílias vem sendo satisfatório, já que busco propor algo lúdico que contemple o assunto da professora titular. Na turma do 5° ano, onde sou professora titular, no turno da tarde, tenho tido novas experiências com o Google Sala de Aula. Um desafio para mim, alunos e famílias!!! Pelo fato de ter mais conteúdo e muitos retornos, o celular já não estava mais suportando. Então fiz um levantamento e vi que a maioria já possuía gmail. Tenho contato direto com os alunos e famílias, que recebem as aulas e informações pelo WhatsApp e postam no Google sala de aula. Dúvidas, sempre contatam comigo. Também propicio vídeo chamadas semanalmente, no Google Meet, onde resgato alguma atividade realizada, ou momentos de apresentação e brincadeiras com os conteúdos que estão sendo abordados.  A maioria dos alunos está participando ativamente. Conforme avaliação realizada com as famílias 80% estão considerando as atividades adequadas. Os casos específicos de não retorno, estão sendo acompanhados pela coordenação e direção da escola.

Professora Isolete Beatriz Wolfart Lindemann


 Sou professora de uma das turmas de 4º Ano da EMEF Leo Pedro Schneider. Estou enviando atividades no grupo do Whatsapp da turma e por e-mail se solicitado, com atividades diferenciadas em que os alunos possam realizar as tarefas com autonomia, aproveitando as ferramentas digitais que temos disponíveis como chamada de voz e vídeo, vídeos disponíveis no you tube e outros feitos por mim para explicar os conteúdos. Estou recebendo um retorno bem positivo das atividades que envio, as famílias estão comprometidas com a educação dos seus filhos. Isso é muito gratificante, já que estamos todos nos adaptando a esta nova realidade e realizando um grande esforço para que possamos manter um bom vínculo com os alunos e podermos avançar educando. É claro que não conseguimos atingir todo o rendimento que teríamos com aulas presenciais, mas este é um ano atípico, e estamos fazendo o possível, professora e famílias, para seguir com a educação! Além de todos os desafios da pandemia, estamos em processo de implementação da Base Comum Curricular Nacional (BNCC), o que traz ainda mais complexidade para o processo ensino/aprendizagem. 

Professora Rosieli Andréia Fritzen


 As atividades remotas nos pegaram de surpresa da noite para o dia! Tudo muito rápido! Professores, pais e alunos tiveram que buscar um jeito novo de trabalhar sem algo mágico da sala de aula: o contato físico, o olho no olho. Vejo uma equipe de professores muito engajada e preocupada em atender, e entender de forma satisfatória os seus alunos e ainda com a preocupação de entender as particularidades das famílias. Desta forma muito está sendo feito para que as aulas cheguem aos lares dos alunos levando um pouco de aconchego, alegria e principalmente conhecimento: mensagem, vídeo chamadas, sala de aula online, lives, material impresso (para os que não tem acesso à internet). Há uma grande preocupação com nossos alunos. Quanto ao retorno das atividades, percebe-se que as famílias estão, em sua grande maioria, muito engajada na educação dos filhos tentando ajudar, fazendo os devidos retornos e principalmente apoiando os alunos e professores. Somos gratos pelo empenho de todos! Claro que também há as famílias que precisam de um olhar um pouco mais de perto e isso vem sendo feito pela equipe diretiva juntamente com a secretaria da educação. 

Coordenadora pedagógica – Magda Fagundes


 Como docente do 3º ano, venho enviando as atividades através do WhatsApp e e-mails. Quanto ao retorno, os pais mandam fotos, vídeos pelo whats. Tenho tido bastante diálogo com os pais, e com alunos, que têm sido compreensivos e auxiliando na aprendizagem das crianças. Nas últimas semanas, nossas aulas vêm sendo mais estimulantes e animadas, pois podemos conversar e debater os assuntos de sala de aula por videochamadas, que são feitas aluno por aluno.

Professora Lisandra Weissheimer Birck


 Como professora titular da turma do 2º ano, tenho percebido que as atividades vem sendo bem aceitas pelas famílias e em sua maioria enviam o registro e retorno das mesmas. Busco contemplar as habilidades propostas na BNCC e envio atividades semanalmente, também faço videochamadas com as crianças, explorando atividades lúdicas e relacionadas aos assuntos abordados. Busco flexionar os planejamentos aos alunos haitianos, com vocabulário simples e direto. Alguns alunos específicos não dão o retorno das atividades, e esta relação foi encaminhada à coordenação e direção da escola que já tomou providências, sendo que estas famílias já haviam sido contatadas por mim.

Professora Daniela Eidelwein

 


 

DEPOIMENTOS DO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL POÇOANTENSE

Berçário - Daiane Carine Schneider e Juliane Luíse Fritzen

“Essa pandemia sem dúvida pegou a todos de surpresa, tivemos que mudar nossa rotina, nossos planejamentos, modo de pensar e agir. A palavra que descreve esse momento é reinventar-se. Não podemos desanimar, precisamos nos adaptar a esse momento novo e tornar todo esse processo mais um aprendizado para nossas vidas.

 Por esse motivo o grupo de whatsapp é algo tão positivo, pois assim mantemos nosso vínculo e conseguimos trocar ideias, registros, e temos a oportunidade de continuar acompanhando o desenvolvimento dos nossos alunos. 

 Tivemos algumas formações que vieram a agregar muito a nós nesse momento, proporcionando novas experiências e conhecimentos, que são compartilhados com as demais colegas atendentes. Outra experiência que tivemos foram os encontros pelo Google Meet, nos quais além de aprender a lidar com essa tecnologia, ouvimos a fala de alguns profissionais como a psicóloga e a fonoaudióloga, aproveitamos esses momentos para trocar ideias e sanar alguns questionamentos”.


 

Berçário A – Josiane Duarte e Melásia Heller

 Para nós atendentes esse está sendo um momento diferente! É tempo de nos reinventarmos, de proporcionar momentos diferentes, de fazermos as coisas de uma outra forma. Também não estávamos preparados para essa nova realidade: enviar atividades online e lidar com a tecnologia. Estamos em constante aprendizado!

 Está sendo um momento muito proveitoso pois estamos fazendo cursos e podendo socializá-los com os colegas. Também tivemos encontros com psicóloga e fonoaudióloga online, o que também é algo diferenciado e nos capacita como profissionais, já que muitos de nós nunca tínhamos tido contato com estas especialidades. Mas apesar das dificuldades que existem, estamos aprendendo muito com tudo isso e ter o apoio das famílias nesse momento é fundamental. Através de experiências diferenciadas como as vídeochamadas feitas com as crianças, continuamos mantendo o vínculo com elas e com os pais. Isso, assim como os retornos que eles nos dão, mostrando o desenvolvimento dos pequenos, nos anima para continuarmos seguindo firmes em nosso propósito de educação à distância.


 

Berçário B – Ana Elisabete Kafer e Viviane Almeida de Aquino

 “Em tempos tão difíceis de distanciamento social a decisão de termos esse contato, mesmo que seja virtual, com as crianças, as colegas, a psicóloga e a fonoaudióloga, é de extrema importância.

 Momentos como esses fortalecem os vínculos afetivos e nos motivam para continuarmos a caminhada. Além disso, temos um grande aprendizado com os cursos de formação, que agregam muito ao nosso trabalho”.


 

Berçário I – Larissa Moreira Soares e Vanessa Flach

 “Em tempos difíceis como estamos vivenciando na atualidade, todo cuidado é pouco, tanto físico como mental, e nada melhor do que tirar esse tempo de isolamento para nos reinventarmos e nos motivarmos a fortalecer nossa mente e espírito para nos mantermos fortes.

 Na participação de vídeos pode-se observar como nos faz bem essa interação mesmo que virtual, pois a troca de ideias e experiências são sempre válidas e que nos agrega em conhecimentos. E mesmo durante o distanciamento social podemos de alguma forma nos atualizar fazendo cursos e compartilhando conhecimentos com as demais pessoas, sempre sendo bons ouvintes”.


 

Berçário II e III – Gabriela Heller, Josiele Eberhardt e Vanessa Franz 

Com essa pandemia, de repente vimos a escola fechada e todos os envolvidos com a educação tendo que se readaptar as novas mudanças impostas. Essa situação nos faz abraçar a tecnologia como uma ferramenta pedagógica na qual nos aproxima das crianças e de seus familiares para mantermos o vínculo e amenizar a situação que nos encontramos.

 Com a atual situação, achamos importante o apoio e reflexão que recebemos pela nossa equipe diretiva e secretaria Municipal de Educação por meio de encontros online com profissionais habilitados, afim de resolver possíveis duvidas do nosso grupo e nos auxiliar em tempos como esse. Um forte abraço!


 

Coordenadoras pedagógicas – Débora Luciane Wolf Diel e Mara Lúcia Ludwig

 Estamos vivendo um momento atípico que jamais pensamos em vivenciar, fomos expostos a diversas provas em nosso dia a dia, porém foi preciso se reinventar a cada momento para lidar com o adverso, tanto nos momentos vividos em família quanto no dia a dia do trabalho na escola como também  a importância de contar com parcerias, dos colegas e das famílias na realização das tarefas propostas pelas educadoras de nossa escola.

 Para ajudar superar as nossas angústias, medos, incertezas e inseguranças é necessário estarmos bem emocionalmente. Com isso a equipe diretiva da escola vem participando de encontros virtuais proporcionados pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Deporto e Turismo de nosso município, com a participação da professora Susiane Drehmer como mediadora, para que juntos possamos refletir sobre tudo o que vem  acontecendo e tentar da melhor forma possível superar as dificuldades encontradas e repassar a esperança que tudo isso vai passar e que iremos sair dessa juntos, pois juntos somos mais fortes.  

 Percebemos que estes momentos de troca são de suma importância para a nosso crescimento pessoal e profissional, trabalhando de forma integral o ser humano e assim dando um valor maior a vida, acreditando que somos capazes e procurando sempre fazer o melhor.


 

Secretária do Centro Municipal Vitória Isabel Backes Stuermer

 “A pandemia do COVID-19 alterou bastante a forma pela qual todos os profissionais dessa escola trabalham. A rotina de trabalho aqui na secretaria já não é mais a mesma,  quase não recebo e faço telefonemas. Algumas tarefas que dependiam do atendimento presencial dos alunos deixaram de existir. Mas nesse período, meu trabalho se voltou muito à questão da tecnologia, passei a oferecer um maior suporte a todos os colegas em diversos softwares. 

 Há uma grande variedade de assuntos que precisam ser debatidos nesse período, para que juntos possamos superar as dificuldades. E por isso, a Secretaria de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, em parceria com a Secretaria da Saúde, está oferecendo às professoras e às atendentes momentos de formação com a psicóloga Júlia e a fonoaudióloga Gabriela. Antes disso acontecer, tive que ministrar um pequeno treinamento sobre a ferramenta Google Meet, para que todos soubessem como utilizá-la, possibilitando que essas formações acontecessem de forma virtual.

 Além dessas formações, as atendentes, as professoras e toda a equipe diretiva estão realizando cursos online. Está sendo um momento de aprendizagem e de suma importância para nosso crescimento pessoal e profissional”.


 

Jardim B –  Professoras Vânia Medeiros, Mageli da Silva e Liane Mützenberg

 “Atualmente existe uma grande diferença de gerações nas escolas. As Instituições de Ensino (IE) estão sendo ocupadas pelas gerações Y e Z. Isso significa ter alunos que já nasceram em uma era tecnológica, que sabem lidar com aparelhos digitais desde a mais tenra idade. Para eles, não há dificuldade na busca por informações.

 Pensando nisso, aqui na escola Centro Municipal de Poço das Antas, os professores mesmo estando em casa, procuram sua capacitação dentro da área da educação, aprendem a lidar com as ferramentas tecnológicas e compartilham o que aprenderam com os colegas, e para nós professores isso é muito importante, tanto para âmbito pessoal, quanto profissional, só assim conseguiremos atingir os alunos e saberemos lidar com essas gerações interativas e inquietas.

 Para nós professores do Centro Municipal que estamos vivendo um momento atípico, sentimos a necessidade de vivenciar momentos com o nosso grupo e ao mesmo tempo que tivéssemos um suporte que suprisse nossos anseios neste momento. Tivemos encontro virtuais através da plataforma google meet com a psicóloga Julia, que nos orientou e escutou sobre pontos relevantes como ansiedade e inquietude que estamos vivenciando neste momento. Assim como, a fonoaudióloga Gabriela que expor pontos muito relevantes sobre a linguagem das crianças e escutou nossas duvidas, foram momentos valiosos que nos possibilitaram rever os colegas e compartilhar nossas angustias”.

Neste momento em que toda a sociedade precisa se reinventar em função de uma pandemia, a situação nas escolas não é diferente. Todo a comunidade escolar, (pais, professores, alunos, equipe diretiva e funcionários) precisa buscar estratégias para encontrar um modo mais simples, eficaz e menos impactante para que os alunos não sejam tão prejudicados. “Pois se é difícil para nós adultos, nos readaptar a essas mudanças, imaginemos os sentimentos destas crianças que do dia para a noite foram tiradas da sua rotina escolar, onde muitas ficavam o dia inteiro, e agora sem o convívio com os professores e colegas...”, ressalta a coordenadora pedagógica Magda Fagundes. 
Com isso, a equipe diretiva da EMEF Leo Pedro Schneider procura desenvolver algumas atividades com o corpo docente, discente e demais funcionários. Para os alunos, os professores buscam enviar aulas que sejam práticas e dinâmicas. Muitos recursos tecnológicos foram introduzidos nas aulas para que isso aconteça, alguns que já eram usados nas aulas presenciais, mas que agora são ferramentas essenciais para a mensagem chegar até os alunos: vídeos, músicas, vídeo chamadas, live, feira de ciências online, entre outros. Já com os professores estão sendo desenvolvidos, via Secretaria da Educação, Círculos da Paz Virtualmente, com a professora Susiane Drehmer em que a equipe está trabalhando as Habilidades e Competências sócio emocionais, indispensáveis para uma vida equilibrada e saudável, tanto na vida pessoal como na esfera profissional. As reuniões pedagógicas também acontecem virtualmente pelo Zoom e pelo Hangouts. A Psicóloga Karen Kowalski, irá abordar os aspectos psicológicos frente a pandemia com os professores e funcionários. 
Dentre as atividades desenvolvidas pelos meios virtuais, podemos citar: Noite do Pijama - realizada pela professora Rosieli Andréia Fritzen; lives destinadas aos pais, com profissionais da própria escola, professora Daniela Eidelwein - Especial de Jogos na Quarentena - e com a professora Lisiane Aparecida Duarte – Família e Escola em tempos de pandemia (que encontram-se no Blog da Escola – Escola Leo Pedro). No dia 19 de junho, sexta-feira, às 20h, também está programada uma Live especial para os alunos, Cantando e Brincando em Casa com os profissionais Jorge e Diéssica. Será pelo canal do YouTube Escola Leo Pedro Schneider! Além destas há muitas outras atividades pensadas pelos professores para levar o conhecimento aos alunos de forma dinâmica. 
 
 
DEPOIMENTO DOS PROFESSORES DA EMEF LEO PEDRO SOBRE AS AULAS REMOTAS
 
Estou conseguindo me organizar com as aulas remotas diante dos acontecimentos que estão acontecendo e baseado nas datas comemorativas do ano de 2020.
As aulas e os conteúdos estão sendo super breves e de fácil acesso aos educandos e família.
Estou observando um grande envolvimento das famílias, onde alguns retornam com fotos das atividades propostas e outros não dão retorno.
Mas em meio a esta situação, eu como professor quero parabenizar as famílias pelo empenho em desenvolver as tarefas solicitadas de todos os professores da Escola Léo Pedro.
Parabéns equipe escolar e famílias!
                                                               Professor Afonso Weimann
 
__________________________________________________________
 
As aulas remotas tiveram boa receptividade nas famílias. O retorno está acontecendo semanalmente, com baixo índice de não retorno. As dificuldades encontradas pelas crianças estão sendo facilmente resolvidas com os pais e professora através do WhatsApp.
Estou satisfeita com o envio dos conteúdos, os quais contemplo a BNCC, procuro ser sucinta e objetiva nas explicações. Claro que sinto falta da rotina, do andamento das aulas e da sequência das mesmas, dos materiais de apoio concreto os quais o ambiente escolar oferece, mas, tudo serve de aprendizado e de oportunidade de permitir se reinventar.
 
                                                       Professora Denise de Fátima Barbosa
 
 
 
Para mim foi um imenso desafio. Fui obrigada a me reinventar e adaptar à nova situação. Acredito que para os alunos e família também é assim; no começo era algo novo, tudo novidade, agora as atividades estão retornando com atraso, sendo necessário ligar para os pais várias vezes pois sabemos que durante o dia a maioria não está disponível sendo necessário agendar para a noite ou fim de semana. Percebo que os alunos estão meio enjoados de copiar do celular, pois isso também não é tarefa fácil. 
Acredito que os dois lados estão aprendendo juntos. Mas as aulas remotas não é o mesmo que presencial.
                                                               Professora Tânia Terezinha Flach
__________________________________________________________
 
Inicialmente observei que havia dificuldade em retornar as atividades por parte dos alunos, então optei em planejar de forma que as atividades, retornassem no momento em que as aulas presencias fossem retomadas.
Venho conversando com algumas famílias que compreendem esses alunos e vejo que as atividades vêm sendo muito bem recebidas e realizadas, sendo de grande valia para continuar o vínculo dos alunos com a escola.
 
                                       Turno Integral – Alunos do 1º ano – Prof. Vânia
 
__________________________________________________________
 
Acredito que todos os professores estão fazendo o melhor possível para que suas aulas consigam abranger todos os alunos. Sempre pensando no aluno e na sua família, bem como no meio em que está inserido. 
A Secretaria da Educação implantou plantões na escola, com professores presentes para solucionar qualquer dúvida e entregar as atividades remotas para aqueles com acesso limitado, assim como disponibilizar um motorista para levar o conteúdo para quem não possui acesso à internet e não consegue passar na escola. 
Ligações são feitas, vídeos explicando o conteúdo são enviados, atividades de execução fácil e possível de fazer em casa, são medidas tomadas pelo grupo para que todos alunos possam continuar seu processo de aprendizagem.
  O retorno das atividades por parte das famílias poderia ser maior. Algumas são engajadas e enviam a cada semana, outras não. Mas, sempre com pensamento otimista, penso que grande parte dos alunos está fazendo as atividades domiciliares.
Professora Gabriela Kunzler Schneider
 
__________________________________________________________
 
Como docente do 1°ano, tenho contato direto com os pais das crianças, que recebem as aulas e informações pelo WhatsApp. Semanalmente, a maioria está enviando fotos, vídeos das atividades. Dúvidas, sempre contatam com a professora. Também propicio vídeo chamadas semanalmente, onde resgato alguma atividade realizada afim de observações quanto à aprendizagem, acompanhamento das crianças. A maioria das famílias participa também. Os casos específicos de não retorno, estão sendo acompanhados pela coordenação e direção da escola.
                                      Professora Lisiane Aparecida Duarte.
 
__________________________________________________________
 
 
Acredito que as aulas de educação física sejam complicadas de serem realizadas a distância, sem material disponível, sem estrutura. Estou recebendo pouco retorno dos alunos.
Matheus L. Flach
 
 
_______________________________________________________________
 
Como docente 40h, estou pelo turno da manhã auxiliando no envio de atividades complementares na turma do 2°ano. O retorno das famílias vem sendo satisfatório, já que busco propor algo lúdico que contemple o assunto da professora titular. Na turma do 5° ano, onde sou professora titular, no turno da tarde, tenho tido novas experiências com o Google Sala de Aula. Um desafio para mim, alunos e famílias!!! Pelo fato de ter mais conteúdo e muitos retornos, o celular já não estava mais suportando. Então fiz um levantamento e vi que a maioria já possuía gmail. Tenho contato direto com os alunos e famílias, que recebem as aulas e informações pelo WhatsApp e postam no Google sala de aula. Dúvidas, sempre contatam comigo. Também propicio vídeo chamadas semanalmente, no Google Meet, onde resgato alguma atividade realizada, ou momentos de apresentação e brincadeiras com os conteúdos que estão sendo abordados.  A maioria dos alunos está participando ativamente. Conforme avaliação realizada com as famílias 80% estão considerando as atividades adequadas. Os casos específicos de não retorno, estão sendo acompanhados pela coordenação e direção da escola.
 
                                               Professora Isolete Beatriz Wolfart Lindemann.
 
__________________________________________________________
 
Sou professora de uma das turmas de 4º Ano da EMEF Leo Pedro Schneider. Estou enviando atividades no grupo do Whatsapp da turma e por e-mail se solicitado, com atividades diferenciadas em que os alunos possam realizar as tarefas com autonomia, aproveitando as ferramentas digitais que temos disponíveis como chamada de voz e vídeo, vídeos disponíveis no you tube e outros feitos por mim para explicar os conteúdos. Estou recebendo um retorno bem positivo das atividades que envio, as famílias estão comprometidas com a educação dos seus filhos. Isso é muito gratificante, já que estamos todos nos adaptando a esta nova realidade e realizando um grande esforço para que possamos manter um bom vínculo com os alunos e podermos avançar educando. É claro que não conseguimos atingir todo o rendimento que teríamos com aulas presenciais, mas este é um ano atípico, e estamos fazendo o possível, professora e famílias, para seguir com a educação! Além de todos os desafios da pandemia, estamos em processo de implementação da Base Comum Curricular Nacional (BNCC), o que traz ainda mais complexidade para o processo ensino/aprendizagem. 
Professora Rosieli Andréia Fritzen.
 
 
__________________________________________________________
 
As atividades remotas nos pegaram de surpresa da noite para o dia! Tudo muito rápido! Professores, pais e alunos tiveram que buscar um jeito novo de trabalhar sem algo mágico da sala de aula: o contato físico, o olho no olho. Vejo uma equipe de professores muito engajada e preocupada em atender, e entender de forma satisfatória os seus alunos e ainda com a preocupação de entender as particularidades das famílias. Desta forma muito está sendo feito para que as aulas cheguem aos lares dos alunos levando um pouco de aconchego, alegria e principalmente conhecimento: mensagem, vídeo chamadas, sala de aula online, lives, material impresso (para os que não tem acesso à internet). Há uma grande preocupação com nossos alunos. Quanto ao retorno das atividades, percebe-se que as famílias estão, em sua grande maioria, muito engajada na educação dos filhos tentando ajudar, fazendo os devidos retornos e principalmente apoiando os alunos e professores. Somos gratos pelo empenho de todos! Claro que também há as famílias que precisam de um olhar um pouco mais de perto e isso vem sendo feito pela equipe diretiva juntamente com a secretaria da educação. 
 
Coordenadora pedagógica – Magda Fagundes
 
 
_______________________________________________________________
 
 
Como docente do 3º ano, venho enviando as atividades através do WhatsApp e e-mails. Quanto ao retorno, os pais mandam fotos, vídeos pelo whats. Tenho tido bastante diálogo com os pais, e com alunos, que têm sido compreensivos e auxiliando na aprendizagem das crianças. Nas últimas semanas, nossas aulas vêm sendo mais estimulantes e animadas, pois podemos conversar e debater os assuntos de sala de aula por videochamadas, que são feitas aluno por aluno.
Professora Lisandra Weissheimer Birck.
 
 
Como professora titular da turma do 2º ano, tenho percebido que as atividades vem sendo bem aceitas pelas famílias e em sua maioria enviam o registro e retorno das mesmas. Busco contemplar as habilidades propostas na BNCC e envio atividades semanalmente, também faço videochamadas com as crianças, explorando atividades lúdicas e relacionadas aos assuntos abordados. Busco flexionar os planejamentos aos alunos haitianos, com vocabulário simples e direto. Alguns alunos específicos não dão o retorno das atividades, e esta relação foi encaminhada à coordenação e direção da escola que já tomou providências, sendo que estas famílias já haviam sido contatadas por mim.
Professora Daniela Eidelwein
 
DEPOIMENTOS DO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL POÇOANTENSE
 
Berçário - Daiane Carine Schneider e Juliane Luíse Fritzen
“Essa pandemia sem dúvida pegou a todos de surpresa, tivemos que mudar nossa rotina, nossos planejamentos, modo de pensar e agir. A palavra que descreve esse momento é reinventar-se. Não podemos desanimar, precisamos nos adaptar a esse momento novo e tornar todo esse processo mais um aprendizado para nossas vidas.
Por esse motivo o grupo de whatsapp é algo tão positivo, pois assim mantemos nosso vínculo e conseguimos trocar ideias, registros, e temos a oportunidade de continuar acompanhando o desenvolvimento dos nossos alunos. 
Tivemos algumas formações que vieram a agregar muito a nós nesse momento, proporcionando novas experiências e conhecimentos, que são compartilhados com as demais colegas atendentes. Outra experiência que tivemos foram os encontros pelo Google Meet, nos quais além de aprender a lidar com essa tecnologia, ouvimos a fala de alguns profissionais como a psicóloga e a fonoaudióloga, aproveitamos esses momentos para trocar ideias e sanar alguns questionamentos”.
 
Berçário A – Josiane Duarte e Melásia Heller
Para nós atendentes esse está sendo um momento diferente! É tempo de nos reinventarmos, de proporcionar momentos diferentes, de fazermos as coisas de uma outra forma. Também não estávamos preparados para essa nova realidade: enviar atividades online e lidar com a tecnologia. Estamos em constante aprendizado!
Está sendo um momento muito proveitoso pois estamos fazendo cursos e podendo socializá-los com os colegas. Também tivemos encontros com psicóloga e fonoaudióloga online, o que também é algo diferenciado e nos capacita como profissionais, já que muitos de nós nunca tínhamos tido contato com estas especialidades. Mas apesar das dificuldades que existem, estamos aprendendo muito com tudo isso e ter o apoio das famílias nesse momento é fundamental. Através de experiências diferenciadas como as vídeochamadas feitas com as crianças, continuamos mantendo o vínculo com elas e com os pais. Isso, assim como os retornos que eles nos dão, mostrando o desenvolvimento dos pequenos, nos anima para continuarmos seguindo firmes em nosso propósito de educação à distância.
 
Berçário B – Ana Elisabete Kafer e Viviane Almeida de Aquino
“Em tempos tão difíceis de distanciamento social a decisão de termos esse contato, mesmo que seja virtual, com as crianças, as colegas, a psicóloga e a fonoaudióloga, é de extrema importância.
Momentos como esses fortalecem os vínculos afetivos e nos motivam para continuarmos a caminhada. Além disso, temos um grande aprendizado com os cursos de formação, que agregam muito ao nosso trabalho”.
 
 
 
Berçário I – Larissa Moreira Soares e Vanessa Flach
“Em tempos difíceis como estamos vivenciando na atualidade, todo cuidado é pouco, tanto físico como mental, e nada melhor do que tirar esse tempo de isolamento para nos reinventarmos e nos motivarmos a fortalecer nossa mente e espírito para nos mantermos fortes.
Na participação de vídeos pode-se observar como nos faz bem essa interação mesmo que virtual, pois a troca de ideias e experiências são sempre válidas e que nos agrega em conhecimentos. E mesmo durante o distanciamento social podemos de alguma forma nos atualizar fazendo cursos e compartilhando conhecimentos com as demais pessoas, sempre sendo bons ouvintes”.
 
Berçário II e III – Gabriela Heller, Josiele Eberhardt e Vanessa Franz 
Com essa pandemia, de repente vimos a escola fechada e todos os envolvidos com a educação tendo que se readaptar as novas mudanças impostas. Essa situação nos faz abraçar a tecnologia como uma ferramenta pedagógica na qual nos aproxima das crianças e de seus familiares para mantermos o vínculo e amenizar a situação que nos encontramos.
Com a atual situação, achamos importante o apoio e reflexão que recebemos pela nossa equipe diretiva e secretaria Municipal de Educação por meio de encontros online com profissionais habilitados, afim de resolver possíveis duvidas do nosso grupo e nos auxiliar em tempos como esse.
Um forte abraço! 
 
Coordenadoras pedagógicas – Débora Luciane Wolf Diel e Mara Lúcia Ludwig
Estamos vivendo um momento atípico que jamais pensamos em vivenciar, fomos expostos a diversas provas em nosso dia a dia, porém foi preciso se reinventar a cada momento para lidar com o adverso, tanto nos momentos vividos em família quanto no dia a dia do trabalho na escola como também  a importância de contar com parcerias, dos colegas e das famílias na realização das tarefas propostas pelas educadoras de nossa escola.
Para ajudar superar as nossas angústias, medos, incertezas e inseguranças é necessário estarmos bem emocionalmente. Com isso a equipe diretiva da escola vem participando de encontros virtuais proporcionados pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Deporto e Turismo de nosso município, com a participação da professora Susiane Drehmer como mediadora, para que juntos possamos refletir sobre tudo o que vem  acontecendo e tentar da melhor forma possível superar as dificuldades encontradas e repassar a esperança que tudo isso vai passar e que iremos sair dessa juntos, pois juntos somos mais fortes.  
Percebemos que estes momentos de troca são de suma importância para a nosso crescimento pessoal e profissional, trabalhando de forma integral o ser humano e assim dando um valor maior a vida, acreditando que somos capazes e procurando sempre fazer o melhor.
 
 
 
Secretária do Centro Municipal Vitória Isabel Backes Stuermer
“A pandemia do COVID-19 alterou bastante a forma pela qual todos os profissionais dessa escola trabalham. A rotina de trabalho aqui na secretaria já não é mais a mesma,  quase não recebo e faço telefonemas. Algumas tarefas que dependiam do atendimento presencial dos alunos deixaram de existir. Mas nesse período, meu trabalho se voltou muito à questão da tecnologia, passei a oferecer um maior suporte a todos os colegas em diversos softwares. 
Há uma grande variedade de assuntos que precisam ser debatidos nesse período, para que juntos possamos superar as dificuldades. E por isso, a Secretaria de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, em parceria com a Secretaria da Saúde, está oferecendo às professoras e às atendentes momentos de formação com a psicóloga Júlia e a fonoaudióloga Gabriela. Antes disso acontecer, tive que ministrar um pequeno treinamento sobre a ferramenta Google Meet, para que todos soubessem como utilizá-la, possibilitando que essas formações acontecessem de forma virtual.
Além dessas formações, as atendentes, as professoras e toda a equipe diretiva estão realizando cursos online. Está sendo um momento de aprendizagem e de suma importância para nosso crescimento pessoal e profissional”.
 
 
Jardim B –  Professoras Vânia Medeiros, Mageli da Silva e Liane Mützenberg
“Atualmente existe uma grande diferença de gerações nas escolas. As Instituições de Ensino (IE) estão sendo ocupadas pelas gerações Y e Z. Isso significa ter alunos que já nasceram em uma era tecnológica, que sabem lidar com aparelhos digitais desde a mais tenra idade. Para eles, não há dificuldade na busca por informações.
Pensando nisso, aqui na escola Centro Municipal de Poço das Antas, os professores mesmo estando em casa, procuram sua capacitação dentro da área da educação, aprendem a lidar com as ferramentas tecnológicas e compartilham o que aprenderam com os colegas, e para nós professores isso é muito importante, tanto para âmbito pessoal, quanto profissional, só assim conseguiremos atingir os alunos e saberemos lidar com essas gerações interativas e inquietas.
Para nós professores do Centro Municipal que estamos vivendo um momento atípico, sentimos a necessidade de vivenciar momentos com o nosso grupo e ao mesmo tempo que tivéssemos um suporte que suprisse nossos anseios neste momento. Tivemos encontro virtuais através da plataforma google meet com a psicóloga Julia, que nos orientou e escutou sobre pontos relevantes como ansiedade e inquietude que estamos vivenciando neste momento. Assim como, a fonoaudióloga Gabriela que expor pontos muito relevantes sobre a linguagem das crianças e escutou nossas duvidas, foram momentos valiosos que nos possibilitaram rever os colegas e compartilhar nossas angustias”.
 
 
 
 

Contato

Horário de funcionamento

Administração: Segunda à Sexta 7h30 às 11h30 / 13h às 17h
Tesouraria: Segunda à Sexta 8h às 11h30 / 13h às 16h30
Saúde: Segunda à Sexta 7h30 às 17h